Prêmio Literário Universitário de Macaé



Obs.: 1. O PLUMaPrêmio Literário Universitário de Macaé está aberto a todos os poetas, brasileiros ou não, desde que residentes no estado do Rio de Janeiro por mais de 02 (dois) anos e sejam estudantes universitários (graduandos ou pós-graduandos)

Disposições Gerais

O PLUMa quer investir na efervescência cultural universitária, num Brasil que já ofereceu e oferece à Literatura Brasileira, em toda a sua história e em todos os movimentos importantes, excelentes jovens poetas como Casimiro de Abreu, passando por Vinicius de Moraes, Leminski e Angélica Freitas. Pretende também resgatar uma atividade que, entre as décadas 70/80, acontecia muito: Festivais Universitários de Poesia.

Naquela época, tempos de ditadura, os Festivais foram a forma encontrada para libertar as palavras verdadeiras e dar voz à liberdade.

Uma das funções da poesia (e da universidade) é a de nos educar para a utopia: dar forma e expressão à vida que vale a pena aqui e agora, futuro no presente do indicativo. Octavio Paz dizia que era preciso socializar a palavra poética e transformar a sociedade em um poema coletivo.

Nesse sentido, a importância pedagógica e cultural de um evento como este, promovido por uma instituição de ensino superior, é fundamental. É que nesta instituição - projeto diferenciado que junta diferentes faculdades e universidades públicas - já temos como signo a diferença: transdisciplinar e trans-institucional.

Um dos objetivos desta casa, além da disseminação do conhecimento, é também sua produção e sua crítica. E poesia é considerada forma de conhecimento fundante para muitas línguas e povos – Homero ‘criou’ o Grego com sua Odisséia, como Dante ‘criou’ o Italiano com sua Divina Comédia, como Camões ‘criou’ o Português com seu Lusíadas.

O diferencial deste Prêmio será a necessidade do poema sair do papel e encontrar-se com o leitor na performance: voz, gesto, música, cores, figurino, imagens – uma soma de fatores que farão do poema escrito uma obra total, na conceituação de Paul Zumthor. O que vai ser também premiado é esta indissociabilidade entre o texto e sua efetuação, numa multiplicidade de linguagens.

O PLUMa- Prêmio Literário Universitário de Macaé, foi criado aproveitando a comemoração dos 200 anos de Macaé e do centenário de Vinicius de Moraes, com o objetivo de abrir espaço no Estado do Rio de Janeiro para que estudantes universitários que são poetas e/ou performers possam mostrar seus talentos.





Da Inscrição

1. O PLUMaPrêmio Literário Universitário de Macaé está aberto a todos os poetas, brasileiros ou não, desde que residentes no estado do Rio de Janeiro por mais de 02 (dois) anos e sejam estudantes universitários (graduandos ou pós-graduandos). Todos os trabalhos devem ser apresentados em língua portuguesa.

2. Cada autor poderá inscrever um poema, com tema livre. O poema deverá ter o original assinado e ser remetido apenas com o pseudônimo, em 05 (cinco) vias digitadas em Times New Roman, corpo 12, espaço 02, em folha formato A-4.

3. As inscrições estarão abertas de 10/06/2013 a 10/08/2013. Os envelopes lacrados devem ser endereçados a:

PLUMa Prêmio Literário Universitário de Macaé
FUNEMAC
Rua Aloísio da Silva Gomes, 50 – Coordenadoria de Cultura 3º Andar Granja dos Cavaleiros - Macaé/RJ - CEP: 27930-110


Para subscritar, o remetente deverá usar apenas o pseudônimo.

4. A ficha de inscrição (download), com identificação do autor, autorização para publicação dos trabalhos, caso sejam selecionados entre as semifinalistas, e outras informações necessárias, deverão ser enviadas juntas, em outro envelope lacrado.

5. As inscrições terão como data válida o dia de postagem no correio em sua cidade de origem, sempre obedecendo ao dia 10 de agosto de 2013, como limite.

6. O poema deve ser remetido por via postal, mediante carta registrada com aviso de recebimento (AR) pela Coordenadoria de Cultura da Funemac.



mantenha-se atualizado!



Da Seleção

7. Os poemas serão selecionados em duas fases, por comissões formadas por profissionais ligados às áreas de língua portuguesa, literatura, comunicação e teatro, escolhida pela equipe da Coordenação de Cultura da FUNEMAC. A primeira fase escolherá os melhores poemas, a segunda fase escolherá as melhores performances e acontecerá na premiação, dia 29 de outubro de 2013.

8. Serão classificados 20 poemas – na primeira fase, para a publicação da antologia. Estes poemas concorrerão à escolha das 10 melhores performances – na fase final, para o DVD que acompanhará a publicação.

9. Na fase final, a performance de poesia poderá ser feita pelo próprio autor ou por pessoa indicada por ele.

10. O poema inscrito tem a necessidade de ser inédito.

11. Os trabalhos enviados sem o cumprimento do presente regulamento estarão sujeitos à desclassificação antes mesmo de serem observados.

12. O autor selecionado concorda com a cessão total de direito autoral à FUNEMAC, livre de qualquer pagamento ou retorno financeiro.

13. Os originais não serão devolvidos.

14. Os casos omissos neste regulamentoserão decididos pela Coordenação de Cultura da FUNEMAC.


Da Premiação

A seleção dos vinte melhores poemas será anunciada no dia 10/09/2013, no site da Prefeitura de Macaé e publicado no jornal regional ‘O Debate’. A premiação ocorrerá no dia 29 de Outubro, Dia Nacional do Livro, no Auditório da FUNEMAC, na Cidade Universitária, em Macaé, às 19h, onde serão selecionadas as dez melhores performances.

• Publicação dos 20 melhores poemas em livro, com 10 exemplares para cada autor selecionado;

• Edição em DVD das 10 melhores performances, como anexo do livro;

• Publicação de plaquetede cada um dos autores dos poemas classificados em primeiro, segundo e terceiro lugar na soma das duas etapas (escrita+performance), com 100 exemplares cada;

• Uma pequena seleta de livros de poesia para os 03 (três) primeiros colocados.





*

Fonte: Fundação Educacional de Macaé (Funemac)


Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário